Querido Vítor:

100_1068 (5)

Pois é, assim são as coisas: as crianças morrem. Algumas mortes de crianças comovem o mundo, como foi a partida do pequeno Aylam, nas águas frias do Mediterrâneo. Outras, quase são ignoradas.

É bem verdade, Vítor, que dizem que teu algoz tem alguma doença mental – então a tua morte não é um ato de racismo ou qualquer “ismo” que possa despertar o interesse das massas. Brinca um pouco e teu assassino será transformado em vítima – somos campeões nisso. Mesmo assim, querido, como podes ver desde o Kridjindjimbé onde moras agora, ninguém foi às ruas pedir justiça em teu nome. Ninguém fez passeata pedindo mais segurança para a infância brasileira. Ninguém fez um cartaz exigindo a prisão do assassino. A maioria das pessoas sequer sabem da tua partida, agora que um dos nossos concorre a um troféu no esporte e outro a um prêmio do cinema. Com tanto ruído, ninguém ouviu o teu grito de dor e medo, e no final restaram apenas os lamentos da tua mãe, em cujos braços foste morto – o regaço mais amado e o lugar onde devias estar mais protegido em todo o mundo.

Lamento, Vítor, lamento tanto! Por ti e por todos os outros “Vítores”, por todos os “Zés”, as “Marias” e todos os demais, pequenos anônimos mortos em um país que exigiu que os teus se chamassem “brasileiros”, mas não foi capaz de dar em troca mais do que ausências e descaso.

Nós, deste lado da existência, continuaremos a achar que foi tudo um terrível acaso: o encontro do assassino perturbado e a vítima inocente – e isso, de fato, foi. O que não é um acaso, é que sequer nos perturbemos. O que é um crime, é que choremos a morte de um menino do outro lado do mundo, e sejamos capazes de ignorar o assassinato frio de um brasileirinho.

Não um caigangue. Não um índio. Um brasileiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s